Telefone: (51) 3254 8400

Acabe com a insônia e recupere a saúde
Publicado em 15 de setembro de 2015

Não conseguir dormir por pelo menos três dias por semana durante três meses significa que você tem insônia, um problema relacionado à incidência de várias doenças.

Na cama, de olhos fechados, tudo quieto, o tempo passa e nada de pegar no sono. Ou, no meio da noite, a pessoa desperta e assiste ao amanhecer. Quando esse roteiro se arrasta por mais de três dias por semana e durante meses, é hora de buscar ajuda. “A insônia pode estar relacionada ao estresse crônico, à depressão, a doenças como o Parkinson ou não ter uma causa definida”, diz o neurologista Luciano Ribeiro, da Universidade Federal de São Paulo. E são vários os prejuízos desde falta de concentração, irritação e cansaço, até o aumento do risco para males do coração.

Quer manter a forma?
Então, já para a cama! Estudos mostram que dormir mal mexe com substâncias que controlam o apetite, caso da leptina e da grelina. Se essa dupla está em desequilíbrio, a fome aumenta e os ataques à geladeira também. Pra piorar, noites em claro pioram a ansiedade e o ansioso tende a comer mais.

Segredos do tempo da vovó
Embora não exista comprovação científica, aquele leitinho morno pode ser uma boa pedida. Há suspeitas de que uma substância encontrada nele, o triptofano, favoreça o bem-estar e o relaxamento. Chás de erva-cidreira ou camomila também entram na lista. “Mas, infelizmente, não é pra todo mundo que funciona”, lamenta Ribeiro. Agora, uma estratégia certeira é a de estabelecer a rotina do sono, ou seja, deitar-se e levantar-se sempre no mesmo horário.

Empurrão para sonhar: Na tentativa de se livrar da insônia, tem gente que toma remédio por conta própria. Isso é um perigo, já que certas pílulas atuam em substâncias do cérebro, os neurotransmissores. Quando usados de forma errada, alguns medicamentos levam à dependência”, afirma Ribeiro. E, não custa lembrar, cada caso é um caso.

Cafezinho nem pensar: Depois do anoitecer, não é indicado consumir substâncias que estimulem o sistema nervoso central. E a cafeína é um deles. Por isso, quem sofre com a insônia deve evitar café, chá-preto e refrigerantes à base de cola. O mesmo vale para as bebidas alcoólicas. Apesar de causar certa sonolência, o álcool interfere na qualidade do sono, que fica todo picado.

Você sabia: Dicas como a de desligar o abajur, a TV e o computador são eficazes. É que a luz desses aparelhos reduz a produção de melatonina, um hormônio que avisa ao cérebro que é hora de dormir.

Fonte: Mdemulher